Nesta semana, dirigentes da FEQUIMFAR e CNTQ estão participando de reunião da OIT, em Lima, no Peru, para tratar sobre a reestruturação das indústrias químicas e farmacêuticas na América Latina e os impactos no emprego.

Também estão presentes representantes da Argentina, Chile, Peru, Colômbia, Venezuela e México.

Durante a abertura do evento, Sergio Luiz Leite, presidente da FEQUIMFAR e 1º secretário da Força Sindical, na condição de co-presidente da área química da IndustriALL, falou sobre a importância dessa conversa entre representantes dos governos, empresas e trabalhadores.

“Trata-se de um diálogo tripartite, organizado pela OIT, com o objetivo de examinar as melhores práticas de diálogo social para facilitar uma atmosfera propícia e construtiva durante as discussões sobre alterações estruturais, fusões e aquisições nas indústrias químicas e farmacêuticas na América Latina”, explica Serginho.

Antonio Silvan Oliveira, presidente do Sindicato dos Químicos de Guarulhos e Região – Sindiquímicos e da  CNTQ, ressaltou a participação das entidades brasileiras no diálogo social que trará, com certeza, indicações importantes sobre o futuro dos setores químicos e farmacêuticos. “As discussões nos mostram o cenário social e econômico e social destes setores, estimativas para geração de emprego, entre outros importantes indicativos”

Edson Dias Bicalho, secretário geral da FEQUIMFAR e diretor da IndustriALL, fez palestra sobre o diagnóstico da indústria química no Brasil, traçando um panorama sobre acontecimentos recentes da economia brasileira e das indústrias química e farmacêutica, além das tendências no emprego, salários e condições de trabalho nesses setores.

Também participou do evento Vandeir Messias Alves, presidente da Força Sindical MG e do STI de Belo Horizonte MG.

Hoje, também será realizada uma mesa redonda para avaliar a gestão de recursos humanos e desenvolvimento de competências nas Indústrias químicas e farmacêuticas para atrair trabalhadores qualificados, incluindo ainda mais mulheres e jovens.

Com Informações da Comunicação da FEQUIMFAR

Deixe um comentário