O Brasil pagou R$ 1,96 trilhão ao sistema financeiro em 2021

By
Updated: novembro 23, 2022

Banqueiros continuarão nadando no mar de dinheiro?

 

O Orçamento da União para 2022 foi de R$ 4,73 trilhões. Deste oceano de dinheiro, por causa do seu gigantesco tamanho, R$ 1,88 trilhão teve como direção os cofres dos banqueiros sob argumento de refinanciamento da dívida pública federal. Nos últimos três anos, os gastos financeiros com a dívida pública dobraram, enquanto investimentos sociais perderam dinheiro a cada Orçamento da União.
Em 2021, o Brasil pagou R$ 1,96 trilhão aos banqueiros, relativo a juros e amortização da dívida. Aumento de 42% ao valor gasto em 2020, que já tinha sido 33% superior a 2019. Ou seja, 50,78% do Orçamento de R$ 3,861 trilhões! Para a Previdência Social, foram gastos apenas 19,58%, num claro desrespeito ao bem-estar do trabalhador.
Igual dívida de cheque especial e cartão de crédito, mesmo enchendo cada vez os cofres dos banqueiros de dinheiro, em vez de reduzir o débito, em 2021 a dívida pública federal aumentou R$ 708 bilhões, crescendo de R$ 6,9 trilhões para R$ 7,6 trilhões.

PIB: Só em títulos públicos, o Brasil tem aproximadamente R$ 7 trilhões, quantia equivalente a 80% do PIB (Produto Interno Bruto). Caso tivesse sensatez, o governo poderia direcionar essa gigantesca fortuna para atividade produtiva geradora de riqueza, emprego e renda.
É a velha conversa fiada que se repete a cada governo que chega ao poder no Brasil: nenhum até agora teve coragem suficiente de bater de frente contra os agiotas do sistema financeiro nacional, que consomem, na maioria das vezes mais de 40% do dinheiro do orçamento da União.
A maldade do governo Bolsonaro, que nunca se interessou em defender a população carente, ficou bem clara no veto de R$ 3, 184 bilhões em gastos, incluindo corte com pesquisa, educação, ações para povos indígenas e cortes no ministério do Trabalho.

 

União

No claro sinal de descaso com o bem-estar da população, os serviços públicos de Saúde receberam a “mixaria” de R$ 139,9 bilhões e manutenção e desenvolvimento do Ensino, a bagatela de R$ 62,8 bilhões. Ainda está em negociação no Congresso Nacional, de quanto será o Orçamento da União de 2023.
Desta imensa quantia de dinheiro, quanto o novo governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva vai destinar para Educação, Saúde, Previdência Social, Segurança Pública, Infraestrutura, Trabalho, Meio Ambiente? Ou será que a velha história de encher os cofres dos banqueiros vai continuar nesta nova administração?

You must be logged in to post a comment Login