mar 8, 2017

 

 

A dona de casa zela pelo lar, ao mesmo tempo em que equilibra as contas para o orçamento familiar. A trabalhadora realiza suas atividades e arruma tempo para cuidar dos filhos.

Assim é a rotina de milhares de trabalhadoras, muitas delas, inclusive, que integram a nossa categoria. A sociedade contemporânea, a partir do Estado Democrático e apoiado pelo direito da Dignidade Humana e nos Direitos Fundamentais, tem demonstrado que o papel da mulher é cada vez mais significativo, além de essencial para a construção de uma ordem social mais justa e menos estereotipada.

A violência e discriminação contra a mulher é uma realidade histórica. Ainda hoje, com a evolução da posição da mulher na sociedade, vemos casos de posturas machistas, que argumentam ser a mulher incapaz de desenvolver atividades que exijam força física ou ter inteligência inferior para ocupar determinados cargos.

Para isso, no entanto, é preciso conscientizar as próprias mulheres de seus direitos e de seu importante papel na sociedade, rompendo com um modelo falido.

As ações afirmativas constituem em uma ferramenta essencial para que sejam mantidos os direitos fundamentais da mulher.