FEQUIMFAR e Sindicatos filiados aprovam Pré-pauta de reivindicações do setor industrial farmacêutico

By
Updated: fevereiro 10, 2022

Quimícos dão início a  Campanha Salarial e Social dos trabalhadores no setor industrial farmacêutico.

SindiQuímicos Guarulhos juntamente com Dirigentes da FEQUIMFAR e, Sindicatos filiados, estiveram reunidos em Seminário de Negociação Coletiva para avaliar o cenário do setor e elaborar a Pré-Pauta de Reivindicações e estratégias para a negociação coletiva.

Daniel Ferrer, do DIEESE, apresentou uma análise econômica do setor e os dirigentes analisaram toda a atual conjuntura; e César Augusto de Mello, consultor jurídico da FEQUIMFAR, fez informes jurídicos.

Em seguida, o grupo elaborou a Pré-Pauta de Reivindicações da categoria.

Destaques da Pré-Pauta de Reivindicações

  • Reajuste Salarial: INPC + 2% de Aumento Real
  • Piso Salarial (Salário Normativo)
    Para empresas com até 100 empregados
    Piso Salarial de R$ 2.000,00
    Para empresas com mais de 100 empregados
    Piso Salarial de R$ 2.500,00
  • PLR no valor de 2 Salários Normativos
  • Cartão Alimentação/Cesta Básica: R$ 600,00

 

“Com data-base em 1º de abril, somos uma das primeiras categorias a iniciar as Campanhas Salariais, então, temos que unir esforços para avançar em direitos e conquistas para balizar os demais segmentos.”
Antonio Silvan Oliveira,
presidente do Sindicato dos Químicos de Guarulhos e Região e da CNTQ

“Diante de uma conjuntura com alta inflação que castiga os trabalhadores e enfraquece a economia, a unidade dos Químicos da Força nas Campanhas Salariais e Sociais de 2022 vai lutar pela recuperação do poder de compra dos salários, valorização do Piso e reajuste na PLR, além da manutenção dos demais direitos em Convenção Coletiva de Trabalho.”
Sergio Luiz Leite, Serginho
Presidente da FEQUIMFAR e
vice-presidente da Força Sindical

“Os Sindicatos que integram a FEQUIMFAR representam cerca de 40 mil trabalhadores e trabalhadoras nas indústrias farmacêuticas (16 mil) e usinas de produção de etanol (25 mil) no estado de São Paulo. A mobilização é por reajuste salarial, com aumento real e PLR e auxílio alimentação.”
Edson Dias Bicalho,
secretário geral da FEQUIMFAR e
presidente do Sindicato dos Químicos de Bauru e Região
 

A exemplo dos anos anteriores, a unidade de luta dos trabalhadores será mantida com o objetivo de manter conquistas e ampliar benefícios para a categoria do setor industrial farmacêutico.”
Jurandir Pedro de Souza,
tesoureiro geral da FEQUIMFAR e
presidente do Sindicato dos Químicos de Itapetininga e Região

 

You must be logged in to post a comment Login