INDÚSTRIA FARMACÊUTICA ADERE A BOICOTE AO FACEBOOK

By
Updated: julho 3, 2020

Empresas como Pfizer e Pharmavite estão entre as cerca de 400 companhias globais que anunciaram esta semana que vão pausar a publicação de anúncios no Facebook. O motivo é pressionar a rede social para criar mecanismos de combate ao discurso de ódio e notícias falsas disseminado em sua plataforma.

O boicote faz parte da campanha #StopHateforProfit (Pare de dar lucro ao ódio), que denuncia falhas do Facebook (dono também do Instagram e do WhatsApp) para conter o discurso odioso e racista na plataforma. A iniciativa foi lançada por grupos de direitos civis dos Estados Unidos após a morte de George Floyd por um policial, conclamando as empresas a suspender anúncios na rede social. Por trás do movimento estão a Liga Antidifamação (ADL, na sigla em inglês), a Associação Nacional para o Progresso de Pessoas de Cor (NAACP), Color Of Change, Free Press, Common Sense e a plataforma on-line Sleeping Giants.

O laboratório Pfizer anunciou que vai remover toda a publicidade do Facebook e do Instagram em julho, e pediu ao Facebook que atenda às preocupações da campanha de boicote #StopHateForProfit “e tome medidas”, conforme revelou a Agência Bloomberg. A rede de beleza The Body Shop afirmou, segundo a Bloomberg, que está interrompendo anúncios pagos em todos os canais do Facebook e pedindo à plataforma que aprimore e reforce suas políticas de moderação de conteúdo.

Fonte: ICTQ

You must be logged in to post a comment Login