Insegurança de voltar às ruas atinge nove em dez pessoas, aponta DataSenado

By
Updated: junho 5, 2020

O DataSenado verificou que nove em cada dez brasileiros se sentem pouco ou nada seguros para frequentar lugares com grande fluxo de pessoas, como feiras, bares, restaurantes e shoppings, devido à pandemia do novo coronavírus. A pesquisa foi realizada entre os dias 27 e 29 de maio ouviu, por telefone, com 1,2 mil pessoas, em amostra representativa da população brasileira. O nível de confiança da pesquisa é de 95%. 

 

 

 

Shoppings 

67% se sentem nada seguros, 26% pouco seguros, 5% muito seguros e 2% não souberam ou preferiram não responder.

Bares e restaurantes 

64% se sentem nada seguros, 31% pouco seguros, 5% muito seguros e 1% não soube ou preferiu não responder.

 

Feiras

53% se sentem nada seguros, 40% pouco seguros, 6% muito seguros e 1% não soube ou preferiu não responder.

Percentual semelhante da população (89%) acredita que há muito risco de contaminação pelo coronavírus no transporte público. Quando se trata de escolas e faculdades e academias, aproximadamente 8 em cada 10 brasileiros compartilham a mesma avaliação. Por outro lado, os dados indicam que, comparativamente, há menos receio em relação a áreas de lazer, como parques e praias, e a bancos.

 

Transportes públicos

89% avaliam que há muito risco, 10% pouco risco, 1% nenhum risco e 1% não soube ou preferiu não responder.

 

Escolas e faculdades 

83% avaliam que há muito risco, 15% pouco risco e 1% nenhum risco.

Academias

78% avaliam que há muito risco, 18% pouco risco e 3% nenhum risco.

Parques e praias

65% avaliam que há muito risco, 29% pouco risco e 6% nenhum risco.

Bancos

54% avaliam que há muito risco, 43% pouco risco e 2% nenhum risco.

Essa é a quarta pesquisa nacional realizada pelo DataSenado, em parceria com a Secretaria de Comunicação Social (Secom) do Senado, desde o início da pandemia. O objetivo é consultar a opinião pública sobre assuntos que estão sendo debatidos e votados na Casa. Os resultados são encaminhados aos senadores para auxiliar nas suas decisões.

Fonte: AS

 

You must be logged in to post a comment Login