Zoológico de Guarulhos trabalha na conservação e preservação das espécies

By
Updated: novembro 15, 2019

Quem visita o Zoológico de Guarulhos se apaixona pelos animais e vai além do que pensamos sobre exposição de animais. Longe de ser uma vitrine de animais, o Zoo de Guarulhos é uma referência no cuidado, conservação e preservação das espécies e participa de programas de conservação de espécies ameaçadas, realiza pesquisas científicas e atividades de educação para conservação.
O Zoológico de Guarulhos, criado em 1981, mantém cerca de 500 animais, de 100 diferentes espécies, priorizando a fauna nacional, com 91% de espécies nativas.
Com um espaço de 70 mil m2, o Zoo localizado no Jardim Rosa de França conta com 59 recintos de exposição, setor extra e quarentenário, que abrigam os animais residentes e animais recém-chegados e em tratamento. Há no local clínica veterinária e área de manejo, com salas de atendimento, laboratório, sala de cirurgia, área de internação e sala de necropsia, e também um setor de alimentação e biotério para produção de alimentos vivos.
Os animais recebem cuidados constantes, tanto preventivos como curativos, por uma equipe altamente qualificada de biólogos, veterinários e tratadores, incumbidos da manutenção de sua saúde e bem-estar.
“A maioria dos animais que mantemos neste espaço foram vítimas de maus-tratos e violência ou oriundos de outros zoológicos. Na verdade, para a maioria dos animais abrigados, o Zoo de Guarulhos é um lugar de tratamento e reabilitação”, diz Fernanda Magalhães, diretora do Zoológico.
E para ilustrar, Fernanda cita o caso das aves em recuperação por causa de acidentes com linhas de pipas com cerol e até mesmo um leão resgatado de um circo e que não possui garras e tem os caninos cerrados.

 

 

 

Os números dos maus-tratos são alarmantes

Entre os meses de janeiro e junho deste ano, a equipe de veterinários e biólogos do Zoológico de Guarulhos realizou a recepção, reabilitação de animais silvestres levados ao Parque pela Polícia Ambiental e também por moradores da cidade.
O material usado nas linhas das pipas pode mutilar e até matar diversas espécies de aves, o que torna difícil à volta para a natureza, ou até mesma a sobrevivência delas. Os animais que são mais atingidos pela ação do homem são três: carcará, urubu e a coruja.
“Nenhum deles tem condições de voltar para a natureza. Importante salientar sobre a importância de conscientização no tratamento e cuidados com os animais. Eles não são descartáveis”, alerta Gilberto Penido Junior, veterinário e chefe de divisão técnica do Zoológico.
Nesta força-tarefa contra os maus-tratos, o Zoo mantém campanhas de conscientização junto às escolas e proporciona visitas sensoriais aos deficientes visuais.

“Nosso lema é educar, conservar para preservar e falamos sobre a importância de não manter os animais em gaiolas e a compra de aves ilegais, como o papagaio”, fala Fernanda Magalhães.

 

Socorro a mais de 40 gambás que sofreram agressões

O Zoológico de Guarulhos abriga no momento mais de 40 gambás, principalmente mães e filhotes, vítimas de agressões humanas ou de ataques de cães. Também conhecido como saruê, a quantidade deste tipo de animal que chega ao Zoo precisando de socorro aumenta exponencialmente com a chegada da Primavera, época de reprodução da espécie.
Inofensivos, porém muito assustados, o que por vezes passa a impressão de agressividade, assim como todos os animais, os gambás, confundidos com ratos, têm importante função no ecossistema, pois se alimentam de insetos, escorpiões e de cobras, auxiliando no controle populacional dessas espécies, e também de frutas, fazendo a dispersão de sementes.
A equipe do Zoo pede que a população colabore com a proteção do animal que é um aliado no combate a espécies peçonhentas como as citadas acima.

 

Filhotes de sagui ameaçados de extinção nascem no Zoo

Dois filhotes de sagui-da-serra escuros (Callithrix aurita), uma das 25 espécies de primatas mais ameaçadas de extinção em todo o planeta, segundo a União Internacional para Conservação da Natureza, nasceram no dia 10 de outubro no Zoo.
Desde 2009, ano em que o zoo de Guarulhos passou a integrar o Grupo Multi-institucional para a Conservação do Sagui-da-serra-escuro, doze saguis-da-serra escuro de três casais diferentes já nasceram no Zoológico de Guarulhos, o que conferiu ao parque o título de primeiro zoológico do Brasil a reproduzir com sucesso a espécie.
O trabalho é coordenado pela médica veterinária do Zoo e presidente da Associação de Zoológicos e Aquários do Brasil (Azab), Claudia Igayara, que comemorou a chegada dos filhotes. “Os nascimentos representam a consolidação do nosso trabalho pela conservação desta espécie que ocorre em nossa região e, por isso, são muito importantes. Estamos todos muitos felizes com o crescimento da família”, afirmou.

Passeio e piquenique
O Zoo possui uma área de mata e lagos que atraem muitas espécies de aves de vida livre, que podem ser observadas e fotografadas facilmente, tornando o passeio ainda mais agradável.
Também é possível encontrar outros animais. A diretora do Zoo recomenda que não coloque a mão nos animais.

 

Programa Bicho Legal 

O programa de adoção de recintos está amparado pela lei municipal criada em 2003, que prevê a revitalização, pintura, manutenção e ambientação das jaulas. A proposta é mostrar a importância do trabalho compartilhado entre o setor público e o privado para beneficiar os animais que vivem em cativeiro e dinamizar políticas e ações voltadas para a preservação da fauna.
A iniciativa permite que a empresa, que assina a parceria com o programa, possa divulgar seu nome ao lado da placa com os dados técnicos sobre o animal. O Bicho Legal tem conquistado cada vez mais adeptos, já que dá visibilidade às empresas, pois o Zoo recebe, em média, 400 mil visitantes por ano.
Ao falar sobre o programa, Penido Junior contou que toda a comunicação visual do Parque foi trocada recentemente e agora aguardam parceiros para a impressão de um mapa do Zoológico.

Serviço: Zoológico de Guarulhos
Avenida Dona Glória Pagnoncelli, 344 – Jardim Rosa de França

Horário de funcionamento: Terça-feira a domingo, das 9h às 17h
Telefone: (11) 2455-4999
Entrada e estacionamento gratuitos

You must be logged in to post a comment Login