CPI da Furp aprova relatório que pede rompimento de PPP com laboratório

By
Updated: novembro 6, 2019

Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Assembleia Legislativa de São Paulo aprovou relatório que pede rompimento do contrato de parceria com a indústria farmacêutica EMS.  O entendimento dos deputados é que os problemas que a Furp enfrenta são justamente oriundos do acordo de parceria público-privada (PPP) com a empresa EMS, que vem causando um prejuízo anual de aproximadamente R$ 56 milhões.  Também é proposta no relatório final a obrigatoriedade de prestação de contas anual da Furp à Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa.  O documento final será encaminhado ao Ministério Público do Estado, ao Ministério Público Federal, à Defensoria Pública, à Polícia Civil, à Polícia Federal, ao Tribunal de Contas do Estado e à Corregedoria-Geral da Administração do Estado.

O SindiQuímicos Guarulhos representado nessa ocasião pelo seu diretor Nelson Agostinho de Oliveira, (Nelsão) acompanhou e fez o translado dos trabalhadores da Furp até a Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo.   

A aprovação do relatório final pela Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Assembleia Legislativa de São Paulo é uma grande Vitório para os trabalhadores. É importante que todos os envolvidos em especial os próprios trabalhadores da Furp, se mantenham firmes e compromissados com a luta de classe para que de fato as intenções maléficas do governador João Doria (PSDB), sejam derrotas, diz Antônio Silvan Oliveira, presidente do SindiQuímicos Guarulhos e da CNTQ.

 

 

 

You must be logged in to post a comment Login