Toffoli defende justiça do trabalho, direitos e geração de empregos

By
Updated: agosto 30, 2019

Diretores e funcionário da Ação Sindical do SindiQuímicos Guarulhos juntamente com os Químicos do Estado de São Paulo, e o companheiro Alcemir Remelli, do estado de Mato Grasso participaram do evento que reuniu trabalhadores, trabalhadoras, dirigentes sindicais de diversas categorias e centrais e lideranças políticas, na sede Sindicato dos Trabalhadores Metalúrgicos de São Paulo.

 

 

 

 

 

 

 

O Convidado Ministro e presidente do STF Dias Toffoli agradeceu o apoio do movimento sindical à instituição STF. “O Supremo existe para ouvir as demandas da sociedade e defender a democracia, a liberdade de expressão, a Constituição Federal e os direitos individuais e sociais nela contidos”.

Toffoli lembrou que o movimento sindical e a classe trabalhadora foram os principais responsáveis pelas conquistas trabalhistas e sociais da Constituição e não podem ser penalizados com reformas que destroem a estrutura de lutas.

 

O presidente do STF  afirmou que a Justiça do Trabalho é “extremamente importante”, pois, entre outras razões, garante que os patrões cumpram os contratos de trabalho com seus funcionários. “Tenho visitado todos os tribunais do trabalho do Brasil, porque, num país em que ainda é tão desigual socialmente, em que cumprir leis é tão difícil, a necessidade da Justiça do Trabalho é extremamente importante”, disse.

A geração de emprego é um tema fundamental que ainda não está na mesa de debates para a criação de um pacto nacional entre os poderes da República com a sociedade brasileira pelo desenvolvimento do País”, diz Toffoli.

A Força Sindical, representada nas mensagens ao público pelo presidente Miguel Torres, pelo deputado federal Paulinho da Força, pelo secretário-geral João Carlos Gonçalves, o Juruna, e Neusa Barbosa, defenderam o STF e o resgate do diálogo social para a retomada do desenvolvimento econômico, com emprego, trabalho decente e garantia dos direitos sociais, trabalhistas e previdenciários da classe trabalhadora.

Foi entregue ao presidente do STF uma placa homenagem aos ministros do Supremo que derrubaram a partir de uma ação da CNTM/Força Sindical a norma que permitia que trabalhadoras gestantes e lactantes trabalhassem em locais insalubres.

 

Para Antonio Silvan Oliveira, presidente do SindiQuímicos Guarulhos e da CNTQ, a vinda do Ministro reforça a importância do Movimento  Sindical no fortalecimento da Democracia e na história do Brasil como um todo.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

You must be logged in to post a comment Login