A saúde de Guarulhos pede socorro

By
Updated: julho 31, 2018

Sindiquímicos de Guarulhos participou nesta terça, (31), de ato organizada pelo Conselho Municipal de Saúde, Fórum Popular de Saúde de Guarulhos e Fórum Leito é Direito, com apoio de Centrais Sindicais e entidades religiosas em defesa da Saúde de Guarulhos.

A terceirização, o sucateamento de hospitais e a falta de insumos e remédios nas unidades de saúde do município foram as bandeiras levantas durante o protesto na Praça Getúlio Vargas. Centenas de manifestantes caminharam até a Secretaria de Finanças, a fim de pressionar a liberação de verbas para a Saúde.

 

 

 Em resposta a Prefeitura afirma que HMU permanece aberto

 

 

Em reunião realizada entre a secretária da Saúde, Ana Cristina Kantzos, e diretores do Instituto Gerir, nesta terça-feira (31), ficou acertada a prorrogação do convênio entre as partes para administração do HMU (Hospital Municipal de Urgência), HMCA (Hospital Municipal da Criança e do Adolescente) e PA Paraventi. O último equipamento voltará para a administração municipal daqui a 30 dias.

Com o acordo firmado, a situação do pagamento dos salários dos médicos do HMU deve ser solucionada até sexta-feira (3). Os atendimentos de urgência e emergência seguem em funcionamento, sem qualquer suspensão.

Mesmo antes do término da reunião, a Secretaria de Saúde já havia montado um plano de contingência garantindo os atendimentos na unidade hospitalar, desmentindo notícias falsas sobre o possível fechamento do HMU, até porque o convênio junto ao Instituto está em dia. Somente neste ano de 2018 foram repassados ao Gerir pela administração do HMU R$ 30.241.680,87, conforme previsto em contrato.

 

You must be logged in to post a comment Login